Solicite um Orçamento

Saiba mais sobre descaracterização de dados e descarte de eletrônicos

Por menor que seja a quantidade, todas as empresas armazenam dados em dispositivos eletrônicos. No entanto, esses dispositivos vão ficando obsoletos com o tempo, até surgir a necessidade de trocar os equipamentos. As informações de valor devem, então, ser transferidas para as novas máquinas — enquanto as antigas passam por uma descaracterização de dados.

Afinal, se a sua empresa simplesmente descartar o dispositivo eletrônico antigo, com todos os dados confidenciais contidos nele, é possível que uma pessoa mal intencionada obtenha acesso. Com informações relevantes nas mãos, é possível prejudicar as operações da empresa, assim como a relação dela com clientes e investidores.

Portanto, é fundamental falar em descaracterização de dados quando o assunto é o descarte de eletrônicos. E foi pensando nisso que nós elaboramos este texto. Abaixo, nós mostramos com mais detalhes a importância da descaracterização de dados, ensinamos como descartar os eletrônicos corretamente e ainda apresentamos nosso novo serviço.

Confira!

A importância da descaracterização de dados

Pense na seguinte situação: os equipamentos eletrônicos (computadores, servidores, HDs, entre outros) da sua empresa já não são mais os melhores. Decide-se, então, descartar os antigos para substituí-los por novos. Além de ser necessário dar a correta destinação a esses eletrônicos — de acordo com as normas estabelecidas pela PNRS —, é essencial realizar uma descaracterização de dados.

Nós já mostramos por que este processo é importante, de uma forma mais básica, na introdução. Não se pode esquecer que muitas das suas unidades de armazenamento contêm dados de terceiros. Enquanto antes cuidar dessas informações era uma boa prática, hoje ela é lei — amparada pela LGPD.

Isso significa que, caso a descaracterização de dados não seja realizada pela empresa, ela pode ser responsabilizada por dados vazados por terceiros. Além de sofrer impactos negativos na reputação, você ainda pode ser punido com multas.

Depois da descaracterização: como descartar os eletrônicos corretamente

Você deve ter reparado que citamos as normas da PNRS alguns parágrafos atrás. Para quem não sabe, PNRS é a sigla para Política Nacional de Resíduos Sólidos. Trata-se de uma lei que estabelece a forma correta de lidar com o lixo sólido, devendo ser seguida por todas as empresas que fazem qualquer tipo de descarte — como será o caso da sua quando você for se desfazer dos equipamentos antigos.

Há todo um processo sustentável de logística reversa por trás, sendo ele fundamental para o sucesso do descarte correto. Como aparelhos eletrônicos contêm diversos metais, muitos deles tóxicos, aumenta ainda mais a importância de descartá-los da forma correta. Assim, os impactos na natureza são reduzidos drasticamente.

Por ser um processo complexo, o mais recomendado é contar com os serviços de uma empresa especializada no assunto. Ela ficará responsável por recolher os resíduos e dar a destinação correta a cada um deles.

Conheça os novos serviços da Acervo!

Depois de mostrar a importância da descaracterização de dados e do descarte de eletrônicos, a Acervo anuncia com orgulho que está desenvolvendo uma nova parceria para oferecer estes serviços.

Se antes nós já cuidávamos da sua gestão documental, agora nós também estaremos presentes em mais uma etapa. É a Acervo priorizando cada vez mais a segurança dos seus dados! Quer saber mais? É só entrar em contato conosco!

Calculadora de Benefícios

Calcule Agora

Fale com um Especialista

Tire suas Dúvidas

Desenvolvido e Otimizado por WEBI