Solicite um Orçamento

Como a digitalização de prontuários médicos ajuda no combate ao covid-19

Em um momento de crise como este que estamos passando, toda ajuda é bem-vinda. Afinal — comunidades médicas e científicas do mundo inteiro estão em uma verdadeira corrida no combate ao covid-19 e na busca de sua vacina. 

Nesta situação, na qual a agilidade é um dos fatores mais decisivos, até mesmo a gestão de documentos pode ajudar. Mais especificamente, a digitalização de prontuários médicos pode ser uma enorme aliada no combate à doença. E neste texto a Acervo explica por quê.

Continue a leitura abaixo e veja mais detalhes sobre a regulamentação da digitalização de prontuários e as vantagens que ela pode ter no combate ao covid-19.

A regulamentação da digitalização de prontuários médicos

Ainda que o assunto aqui sejam as vantagens da digitalização de documentos no combate específico ao covid-19, é inegável que o processo traz benefícios para todo o setor médico num geral. Isso porque, de acordo com o tamanho da instituição de saúde, são centenas de documentos produzidos por dia — gerando papéis e mais papéis.

A digitalização acaba com tudo isso; economizando espaço, reduzindo o consumo de papel e facilitando o acesso a cada arquivo.

E foi pensando justamente nisso que a lei 13.787/2018 foi criada. Ela regulamenta todo este processo de digitalização de prontuários médicos, assinalando todos os pequenos detalhes que devem estar presentes neste tipo de documento. Basicamente, é necessário que cada arquivo digital reproduza todos os dados do original, tenha um certificado digital ICP-Brasil e seja armazenado em um sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED).

Isso quer dizer que, para quem ainda tinha alguma dúvida remanescente, a digitalização de prontuários médicos não é apenas prática, mas também regulamentada e recomendada por instituições legais.

A digitalização de prontuários médicos como aliada no combate ao covid-19

Mas como exatamente a digitalização de prontuários médicos ajuda no complicado combate ao covid-19?

Antes de qualquer outra coisa, é preciso relembrar que o covid-19 ainda é uma doença bem recente, ou seja, os médicos e cientistas ainda estão aprendendo muito sobre ela. Durante o processo de aprendizado e descobertas, não há nada mais valioso que um grande volume de dados. Com eles, é possível observar padrões e entender como a doença age.

E é tendo uma quantidade razoável de prontuários digitalizados que essa análise de dados é possibilitada. Reunir todas as informações de diferentes pacientes possibilita que se tenha uma visão geral mais clara — o que, por sua vez, promove o descobrimento de evidências novas.

Junte isso ao compartilhamento de informações e o combate é mais facilitado ainda. Afinal, como citamos na introdução, profissionais do mundo inteiro estão unidos por um propósito em comum: combater a doença e desenvolver uma vacina para ela.

Quando digitalizados, os dados dos prontuários podem ser compartilhados com muito mais agilidade. Com isso, o trabalho de um médico aqui no Brasil pode fundamentar a pesquisa de um cientista lá na Alemanha, por exemplo.

Reunir os dados e compartilhá-los com outros profissionais é um dos principais fatores para que a doença seja vencida.


E se você quer aplicar a digitalização de prontuários médicos — e qualquer outro arquivo — na sua instituição de saúde, a Acervo pode te ajudar! Entre diversos outros serviços, nossa atuação consiste em digitalizar todos os seus documentos e disponibilizar um software para a gestão dos mesmos.

Entre em contato conosco hoje mesmo e veja o que podemos fazer por você!

Calculadora de Benefícios

Calcule Agora

Fale com um Especialista

Tire suas Dúvidas

Desenvolvido e Otimizado por WEBI